Escolha uma unidade e encontre o curso desejado

Vestibular

Inscrições Abertas

Prova

Agendada

Existe idade certa para começar a faculdade?

Hoje em dia, parece natural que ao terminar o ensino médio  o aluno preste vestibulares e escolha uma graduação para cursar, afinal, a maioria dos colégios prepara seus alunos, desde o início, para esta grande etapa da vida. Mas, será que essa é mesmo a idade ideal para entrar na faculdade? Existe uma idade certa para começar um curso de graduação?

17 ou 18 anos

Prós: Ao sair do ensino médio, as matérias e aprendizados ainda estarão frescos na mente, o que poderá facilitar muito a vida do aluno que resolver fazer um curso de graduação, já que em um grande número de cursos, para não dizer todos, essa carga de matérias anteriores será relembrada em alguns momentos. Além disso, será muito mais fácil se enturmar, pois a maioria dos universitários têm essa faixa etária.

Contras: É preciso ressaltar, contudo, que nada é um mar de rosas. Nessa idade, é muito mais difícil ter certeza sobre as coisas, inclusive sobre a profissão que deseja seguir para o resto da vida, o que é perfeitamente normal. Por isso, é preciso refletir bastante antes de tomar essa decisão tão importante.

Na casa dos 20

Prós: Nessa faixa etária, as ideias sobre o que quer do futuro já estão mais claras e há uma boa dose de responsabilidade extra, o que será benéfico na hora de prestar atenção às aulas, estudar e fazer trabalhos. Como não fará muito tempo que concluiu o ensino médio, os conhecimentos adquiridos ainda estarão frescos, assim como para os alunos na casa dos 17 e 18 anos.

Contras: Aos 20 anos e depois de ter feito cursinho, ter dado um tempo dos estudos para cumprir outras metas ou mesmo para pensar no que realmente quer, a pessoa só quer se dedicar, pegar o diploma e conseguir logo o emprego dos sonhos. Por isso, pode ser que o aluno se sinta um pouco deslocado ao se deparar com colegas um pouco mais novos que, além do curso, ingressaram na faculdade para curtir.

30 primaveras

Prós: Aqui, temos alguém que já sabe o que quer e que, provavelmente, concilia um trabalho com o estudo ou deixou um trabalho para focar em outros caminhos. Nessa fase, a pessoa tem em mente que a faculdade abrirá mais portas para seu futuro, por isso, é muito provável que seja aplicada em sala de aula. É provável também que a idade ajude esse aluno a se entender melhor com os professores e criar laços de amizade, podendo, assim, ser um bom caminho para indicações de empregos e oportunidades.

Contras: Nessa faixa etária, é muito mais provável que a pessoa em questão já tenha uma família ou um relacionamento fixo, um emprego ou afazeres que também demandem sua atenção. Ter que lidar com a pressão da vida fora da faculdade e com a pressão da faculdade, pode ser bastante estressante.

40+

Prós: Quem procura por um curso de graduação nessa faixa etária provavelmente está realizando um sonho que antes não foi possível ou trabalhou por muito tempo em algo que não lhe agradava e quer mudar de profissão. Ter perspectiva e correr atrás de mudanças é inspirador e deve ser aplaudido, afinal, nunca é tarde para buscar por aquilo que realmente quer e nunca devemos parar de evoluir! Nessa idade, é quase certeiro que a vida financeira e pessoal estará estabilizada, o que pode ajudar muito.

Contras: Alunos de 40 anos ou mais podem acabar se sentido isolados em sala de aula, uma vez que os outros alunos, geralmente, são bem mais jovens.

E no fim das contas…

Para todas as faixas etárias, existem os prós e os contras sobre investir em uma graduação. O fato é que, hoje em dia, ter uma especialização no currículo faz a diferença, indiferente da fase da vida! Além disso, é importante correr atrás e fazer algo que trará, além de retorno financeiro, felicidade. Seja qual for a sua idade, se vai fazer você feliz: se joga!